martes, 23 de julio de 2013

MAGDALENA 3A GENERACION!!!!


A rede Magdalena foi fundada em 1986, no País de Gales por Jill Greenhalg para tratar do papel da mulher na sociedade em geral. Através das mulheres do teatro, Magdalena busca uma discussão crítica, apoio e treinamento de mulheres artísticas.
Magdalena 2ª geração foi criada em novembro de 2001 com mulheres latinoamericanas, que se utilizam  do teatro independente para mostrar as lutas das mulheres na sociedade. Procura articular a criação e o desenvolvimento social da arte promovendo uma estrutura que alimente o crescimento do trabalho das mulheres do campo artístico.
E nós, mulheres brasileiras divididas em atrizes e jornalistas, formamos em 2013 as Magdalenas 3ª Geração.
Não chegamos ao meio de 2013 ainda e o ano já tem sido muito produtivo para as Magdalenas. Confira aqui alguns trabalhos do grupo.

Fevereiro 
"One Billion Rising"ou "Um bilhão que se ergue"é um movimento global, realizado anualmente no dia 14 de fevereiro, que visa acabar com a violência contra meninas e mulheres.
A campanha foi iniciada pela dramaturga americana Eve Ensler (ela própria sofreu abusos sexuais de seu pai quando criança) em 1998, quando uma instituição de caridade usou a peça de Eve, "Monólogos da Vagina", para arrecadar dinheiro e ajudar mulheres vítimas de violência.
De acordo com o movimento, as estatísticas indicam que 1 a cada 3 mulheres será espancada ou estuprada durante sua vida. Isso corresponde a 1 bilhão de mulheres agredidas no Planeta! A proposta do One Billion Rising é reunir na data, 1 bilhão de mulheres para reivindicar contra a violência, dançando.
No dia 16 de fevereiro, meninas e mulheres foram dançar toda sua doçura e beleza em Praça Pública.

Foto: Gabriel Santos

Março
No mês da Mulher, as Magdalenas organizaram uma Intervenção Poética para que nós, mulheres, nos firmasse como tal, cada qual com sua personalidade, força,estilo e voz.
Baseando-se no texto Rondó de Mulher, cada uma das mulheres falou daquilo que gostava de fazer ou ser, independente da opinião dos outros.
Uma forma libertadora de mostrar que as mulheres cada vez mais têm conquistado seu espaço na sociedade, na política e na arte. Acima de presentes e lembranças, precisamos de respeito!

Foto: Gustavo Adolfo

Oficinas com Blanca Rizzo
Nós, Magdalenas 3ª Geração tivemos a honra e o prazer de receber a dançarina e coreógrafa argentina Blanca Rizzo.
Blanca é um expoente da mulher na arte, ela que utiliza a beleza feminina de maneira tão forte para trabalhar questões como tráfico de mulheres, aborto, estupro e violência. Em suas apresentações, ela quer deixar a mensagem clara. "Boa parte das mulheres não tem ideia de que isso existe. Nos espetáculos, deixo uma mensagem de alerta".
Há um ano, Blanca participa da Magdalenas 2ª Geração,que trabalha o lado político da mulher, principalmente pelo sofrimento tão extenso vivido pela Ditadura na Argentina.
Blanca ministrou duas oficinas na cidade, de "criação e poetização" e a outra de "dramaturgia de corpo e Texto"