sábado, 14 de abril de 2012

MULHER EM CENA

por Tina Andrighetti



Levar à cena, pela terceiro ano, mulheres que se desdobram em personagens, em funções diversas, em múltiplos olhares, buscando em cada ato uma obra, foi uma realização importantíssima no plano pessoal e no contexto artístico-cultural de Caxias do Sul e do nosso estado, Rio Grande do Sul.
A 3ª Mostra de Teatro Mulher em Cena, que aconteceu de 28 de março a 1º de abril, trouxe aos palcos do Teatro Pedro Parenti e do Centro de Cultura Dr Henrique Ordovás Filho, poéticas que diversamente abordaram desejos, lutas, cotidianos, ações... Cada poética a seu modo revelando as experiências, um pouco do mundo em que vivemos e daquele que queremos. Foram seis espetáculos (Anatomia da Boneca, Eva Ave Marias, Sete Ventos, Gordas, Cinta-Liga/Desliga e a demonstração da Ana, Detrás del Telón) que abriram às pessoas presentes um leque de novas possibilidades no teatro e na vida. Pra enriquecer, as participações artísticas de Elisabeth Bado e Júlio Saraiva, com a esquete O Proprietário, a Cia Na Ponta da Língua, com suas contações, o Zingado com suas canções e Roberto Ribeiro, com a queridíssima homenagem às mulheres da sua vida!
A Mostra trouxe um ganho, que foi o olhar sobre cada espetáculo, sobre cada acontecimento, o olhar sobre o momento de cada atriz, sua percepção e a forma de desvelar em cena a vida apreendida. Em meio aos participantes, mulheres e homens que se jogaram de corpo e alma e outros nem tanto -pelo seu momento, a presença da Ana Woolf, Natália Marcet e Luciana Martuchelli, madrinha da Mostra, foi fundamental não tanto pela competência, mas pela humanidade. Poucas palavras já serviram pra abrir a nós outros caminhos possíveis, elucidando um pouco mais daquilo que queremos dizer e como podemos dizer. Espetáculos de tantas linguagens, em que pousam hoje olhares mais maduros, com certeza.
Essa terceira Mostra, real e metaforicamente, nos abriu pro mundo. Ganhamos coragem pra espalhar nossa semente e nossas idéias, marcando na cidade mais um ponto de luta que se agrega a outros tantos que trabalham pra valorizar a arte, a mulher e a cidadania.
Gostei demais de ter junto a mim a Bete Souza, o Gutto Basso e o Gabriel Zeni. A proteção do Marcelo Casagrande e o perfeccionismo do Selbach Jr. Escolhidos pela confiança e pela afetividade, com a certeza de que a competência nasce também com o prazer.
Começa a se fazer verdade uma intenção nascida ainda em 2007, a de nos integrarmos às reflexões sobre a mulher, o teatro, a sociedade, em âmbito internacional, podendo inserir Caxias do Sul num universo de diálogo mundial.



Tina Andrighetti
Diretora Artística